02/08/2011

Cabelos iluminados!



Cabelos iluminados

Aposte no charme das luzes e escolha o estilo que mais combina com você


Balayage, mechas californianas, reflexos... “O nome, a técnica, a espessura e a cor das luzes podem variar. Mas o resultado é sempre lindo: fios iluminados e dourados, com um toque de modernidade e sofisticação”, comenta Robson Trindade, cabeleireiro do Red Door Salon e Spa. Gostou da idéia? Então, conheça todas as opções, escolha a que mais se adapta ao seu estilo e veja quais os cuidados necessários para manter o cabelo bonito e saudável.


O poder das luzes
 
“Elas rejuvenescem, ajudam a disfarçar os primeiros fios brancos, dão movimento ao cabelo e deixam o corte mais charmoso, destacando as camadas ou o efeito desfiado”, explica Robson. Porém, para quem quer acompanhar a tendência e ficar na moda, atenção: a palavra da vez, agora, é naturalidade. “Foi-se o tempo em que as mechas marcadas e contrastantes valorizavam o visual. Hoje, quanto mais suave e discreto o resultado, melhor”, diz Robson.

 Entenda as técnicas

As luzes são fininhas, aplicadas em poucos fios, e têm um resultado discreto e sutil. Mais largas, as mechas vão da raiz até as pontas e podem ser feitas em diversos tons. “O reflexo clareia de 80 a 90% dos fios e trabalha com cores claras, mais fortes e definidas. Normalmente, é feito com mechas finas, espalhadas e bem marcadas”, explica o cabeleireiro. Já a balayage – ou mechas californianas (também conhecidas como sun kissed) – é feita ao longo do cabelo, concentrando a descoloração da metade para as pontas dos fios. Mas a tendência do outono/inverno é o ombré − que, em francês, significa sombreado. A técnica conserva a cor natural na raiz, e clareia apenas algumas mechas, gradativamente, até as pontas − para dar o efeito de queimado de sol. “É diferente das mechas californianas porque o clareamento se dá suavemente, em dégradé”, explica Robson.


Diferentes procedimentos

“Todos esses processos químicos promovem a descoloração da fibra capilar. O que muda entre eles é a quantidade e a intensidade de fios descoloridos”, alerta o expert. Em relação ao procedimento, existem dois métodos: os que utilizam papelote e os realizados com touca. A descoloração com papelote deixa as mechas mais marcadas, e o contraste entre claro e escuro fica bem definido. Já a touca é indicada para cabelos claros e uniformes, com um resultado mais natural e discreto.

Hidratar é preciso

Todas essas técnicas utilizam descolorantes e, por isso, provocam o ressecamento da fibra capilar. “Nesses casos, a hidratação caprichada é fundamental para repor a água perdida”, alerta Robson. 

Robson Trindade




5 Comentários:

berberina: disse...

Oie! Obrigada pelas dicas na receita da semana passada, cheiro verde é tudo de bom e me esqueci completamente dele na receita! Volte sempre e deixe conselhos! Beijocas!
Barbara, do subindo no salto.

HSS disse...

Margareth, conheci seu blog através do blog da minha grande amiga do unhassemprecoloridas.
Vou te seguir, serei a sua seguidora nº 250.
Lindo seu blog. Fiquei interessada em montes de coisas que li aqui, quero saber mais sobre cabelos iluminados,depilação com linha que comecei a fazer e estou adorando.
Voltarei com calma para ler o resto das postagens.
Dá uma passadinha lá no meu canto.
bj
www.noticiasdecascais.blogspot.com

http://bycarolinafabris.com/ disse...

Adoro cabelos com luzes. Usei durante anos, depois enjoei.
Uma hora vou fazer um post no blog mostrando como eu era loira... rs
Beijinhos

http://bycarolinafabris.com/

Tatiane Ribas disse...

tenho vontade de dar uma clareada, mas o namorado não gosta de cabelos claros.. kkkk
bjuuu

Graça disse...

Obrigada querida é tão bom termos amigas solidárias.
Eu agradeço sua visita vim agradecer , retribuir e aproveitei para ser sua seguidora,bjus

 

Margareth Mazetti Copyright © 2012 Design by Ipietoon Blogger Template